Torre Digital de Brasília conta com iluminação da LG

  • Atualizada
  • 04-02-2012

A LG Electronics anuncia a sua colaboração na construção da Torre Digital de Brasília, última obra projetada pelo arquiteto Oscar Niemeyer. O monumento possui mais de 180m de altura, que equivale a um prédio de 62 andares, será inaugurado no dia 21 de Abril, aniversário da cidade. Além de valorizar a região em que está situada e se tornar um cartão-postal para a região, a Torre será usada pelas emissoras de televisão, que terão maior infraestrutura para transmitir o sinal digital.

A participação da LG está na iluminação do monumento, com projetores de plasma com 1000W de potência e eficiência luminosa de 85.000 lumens. Os projetores são sustentáveis:  totalmente livres de mercúrio e com baixas emissões de raios UV. Seu espectro contínuo de cor faz com que a iluminação seja semelhante à luz solar e permita a reprodução mais natural das cores dos objetos. Por se tratar de uma construção pública, é necessário uma tecnologia com vida útil prolongada, por isso os projetores da LG funcionam a base de geração de microondas, ou seja, ondas eletromagnéticas ativam reações químicas em um bulbo e fazem com que os gases passem do estado gasoso para o estado plasmático, liberando elétrons e assim emitindo luz.

Para a prefeitura de Brasilia, a Torre Digital tem como objetivo tornar a região em que está situada em uma grande área de turismo e lazer, além de representar um atrativo também para os moradores. “Para iluminar essa importante obra na cidade a escolha da CEB (Companhia de Energia de Brasília), pelo projetor PLASMA da LG, mostra a confiança no produto e na reputação da marca, o que coloca a empresa definitivamente no mercado de iluminação de grandes estruturas no Brasil”, afirma Alexandre Borin, gerente de Iluminação e Energia Solar.

A área de Iluminação e Energia Solar teve início no Brasil em 2011, e faz parte da unidade de negócios AE (Air Conditioning and Energy Solution) – que oferece soluções de Ar Condicionado, Energia e Iluminação.