Será que tem em conta, quando compra um eletrodoméstico, a sua eficiência energética? Se não sabe do que estamos a falar, fique por aqui: conheça as vantagens de escolher bem a etiqueta de eficiência energética.

O que é a etiqueta energética?

A etiqueta de eficiência energética, ou etiqueta energética, foi introduzida numa diretiva da União Europeia em 1992. Desde então, todos os eletrodomésticos e lâmpadas têm de estar obrigatoriamente etiquetados com esta certificação.

A etiqueta de eficiência energética ajuda-o a fazer escolhas mais informadas, e a identificar produtos energeticamente eficientes. Com esta certificação, que foi pensada para ser de fácil compreensão e leitura, com caráter universal, os consumidores podem escolher produtos que consomem menos energia e implicam um menor custo de utilização.

Quais os produtos com a etiqueta de eficiência energética?

Todos os produtos consumidores de energia e destinados ao uso doméstico devem estar classificados de acordo com a eficiência energética:

  • Televisores;                    
  • Aparelhos de refrigeração (frigoríficos, congeladores, etc);
  • Máquinas de lavar loiça;
  • Máquinas de lavar roupa;
  • Máquinas de secar roupa;
  • Máquinas combinadas de lavar e secar roupa;
  • Aparelhos de ar condicionado;
  • Aquecedores de ambiente e combinados;
  • Aquecedores de água e reservatórios de água quente;
  • Caldeiras a combustível sólido;
  • Aquecedores de ambiente locais;
  • Aspiradores;
  • Fornos e exaustores;
  • Unidades de ventilação;
  • Outros aparelhos destinados a uso profissional, pneus, lâmpadas e luminárias.

Qual é a escala de eficiência energética atual?

Em 2010, a escala de eficiência energética mudou: enquanto inicialmente ia de A (mais eficiente) a G (menos eficiente), atualmente a escala vai de A+++ a D. Esta mudança está a ser introduzida para motivar os fabricantes a desenvolver soluções mais eficientes, e a eliminar produtos das categorias inferiores (E a G), fazendo-as desaparecer até 2020.

Num electrodoméstico, a etiqueta de eficiência energética não tem só a escala de A+++ a D. Há outros símbolos e pictogramas que devem constar da etiqueta, de forma a poder comparar os equipamentos. Um elemento muito importante e que deve sempre ser lido em conjunto com a classe de eficiência energética é o consumo anual em kWh.

Qual a diferença entre as classes energéticas?

A etiqueta de eficiência energética permite a comparação entre eletrodomésticos semelhantes, isto é, com as mesmas características técnicas e que tenham sido testados nas mesmas condições. Não é realista comparar um frigorífico a uma máquina de lavar, mas sim dois frigoríficos, ou duas máquinas de lavar. Da mesma forma, não deve comparar um frigorífico simples a um frigorífico combinado de duas portas, ou uma máquina de lavar a uma máquina de lavar e secar roupa.

Em termos de poupança, eletrodomésticos de classe A+++ podem consumir até 30% menos que os da classe A. No caso de aparelhos de refrigeração, a diferença entre A+++ e A pode ser de até 60%!

Como fazer as contas?

Para perceber quanto pode poupar por ano, tem que fazer um pequeno cálculo. Na etiqueta de eficiência energética encontrará o consumo anual em kWh do eletrodoméstico. Na sua fatura de eletricidade encontrará o preço por kwh para a respetiva potência contratada. Multiplicando estes dois valores, obterá (uma estimativa) o valor que pagará anualmente.

Imagine duas máquinas de lavar roupa com características semelhantes – capacidade, programas, etc. Na máquina A, o consumo anual é 143kWh; na máquina B, o consumo é de 232kWh anuais. Assumindo um preço médio de 0.16€/kWh na tarifa simples, a máquina A consumirá 22,88€, e a máquina B consumirá 37,12€.  isto representa uma diferença de 14,24€ por ano. Se assumir que a duração das duas máquinas é de 15 anos, então a diferença de consumo da máquina A para a máquina B nesses 15 anos será de 213,60€. A partir daqui, terá que avaliar se esta poupança supera ou iguala a diferença de preço entre os dois equipamentos.

Lembre-se que isto só contempla a eficiência energética em relação ao consumo de eletricidade. Na etiqueta de eficiência energética de eletrodomésticos que usem outros recursos, como água, estará explícito o consumo anual. Este deverá ser também usado para calcular a poupança.

A classificação energética importa mesmo?

Sim. A classificação e etiquetagem de eficiência energética é muito importante, apesar de parecer apenas uma etiqueta. Ao poupar energia poupará não só dinheiro como também os recursos do planeta.

Life’s Good!